Blog dedicado a Arte, Cultura, Turismo, Lazer e Naturismo com foco inicial na cidade de São Paulo / SP - Brasil.
Licença Creative Commons
Blog Projeto o nu na arte by Sergio S. Pereira is licensed under a Creative Commons 3.0 Unported License:
Atribuição - Uso não comercial - Não a obras derivadas.
Blog elaborado em conformidade com: Lei 9.610/98. Este Blog respeita leis internacionais de Direitos Autorais.

Naturismo

Introdução ao Naturismo

Toda pessoa que deseja ingressar no Naturismo deve, na minha opinião, primeiramente procurar se informar sobre esta forma de convivio social para que seu ingresso seja o mais tranquilo e agradavel possivel. Atualmente existe grande quantidade de informação disponível na web, porem tenho a obrigaçao de evitar que que você seja enganado, alertando você, que é iniciante no Naturismo, da existência de sites que dão uma distorcida imagem do que realmente é o Naturismo, levando a crer que ele esta relacionado com swing, ou outras coisas relacionadas com sexo. Isso absolutamente não é verdade.

Para sua maior comodidade descrevo aqui alguns aspectos do Naturismo no Brasil e indico sites confiaveis para que você obtenha informação de qualidade. O que mais desejo é que você...

...seja um naturista de  !

Clique diretamente no título do item para acessa-lo. Para retornar, clique nos links "Voltar ao menu desta página". Voce também pode simplesmente ler o todo o texto orientativo rolando a tela a medida que avança em sua leitura. Espero ter conseguido ajudar você.


MENU DE ITENS ABORDADOS NESTA SEÇAO


Apresentação teórico-formal (ou oficial)

Definiçao de Naturismo

No congresso da INF ocorrido em Agde na França, em 1974, os naturistas presentes, após extensa deliberação sobre o assunto, definiram o naturismo como:

"Naturismo é um modo de vida, em harmonia com a natureza, caracterizado pela pratica da nudez social, com a intenção de encorajar o auto respeito, o respeito pelo próximo e pelo meio ambiente".

Como pode-se ver, a definição do que seja Naturismo é bem enxuta e não poderia ser de outra forma, afinal o Naturismo em seu espírito fundamental não admite discriminação de nenhum tipo, ainda que haja algumas excessões tratadas mais adiante e que são compreensíveis diante do que vemos na sociedade não naturista, de onde provem as novas pessoas que ingressam no Naturismo. Se a sua definição fosse entrar em detalhes correria o risco de tender para alguma cultura ou religião.

Voltar ao menu desta página



Código de Ética Naturista

Com o objetivo de regulamentar as atividades naturistas e evitar que pessoas, usando unicamente de seu livre arbítrio, viessem a cometer excessos ou atitudes equivocadas, foi criado um código de conduta, de forma que as pessoas bem intencionadas sintam-se tranquilas por seu comportamento (nao se sentir "pisando em ovos", temendo fazer algo que nao fique bem) e inibir atitudes descorteses e indesejaveis de pessoas que não costumam tomar chá de "simancol". Voce vai perceber, lendo o texto destas normas, que qualquer pessoa bem educada fora do naturismo vai se dar muito bem dentro dele, sem se sentir tolhida em sua liberdade.


Estas normas foram aprovadas pela FBN na Assembléia Geral Extraordinária número 3 (três) realizada em 7 de dezembro de 1996, no Sítio Ibatiporã, em Porto Feliz/SP.


I - FALTA GRAVE: As condutas abaixo relacionadas, com grau de intensidade examinado pelos Conselhos Deliberativos dos Clubes, em primeira instância, e pelo Conselho Maior da FBN, em segunda e última instância, são motivos para expulsão de seus agentes dos quadros sociais e das áreas naturistas regidas pelas entidades filiadas à FBN.

I.1. - Ter comportamento sexualmente ostensivo e/ou praticar atos de caráter sexual ou obscenos nas áreas públicas.
I.2. - Praticar violência física como meio de agressão a outrem.
I.3. - Utilizar meios fraudulentos para obter vantagem para si ou para terceiros.
I.4. - Portar ou utilizar drogas tóxicas ilegais.

I.5. - Causar dano à imagem pública do Naturismo ou das áreas naturistas.
II - COMPORTAMENTO INADEQUADO: As condutas abaixo relacionadas, com grau de intensidade e reincidência examinadas pelos Conselhos na forma referida no Item I, constituem motivos para advertência, suspensão e expulsão dos seus agentes dos quadros sociais e das áreas regidas pelas entidades filiadas à FBN.
II. 01 - Concorrer para a discórdia por intermédio de propostas inconvenientes com conotação sexual.
II. 02 - Fotografar, gravar ou filmar outros naturistas, sem a permissão dos mesmos.
II. 03 - Utilizar aparelhos sonoros em volume que possa interferir na tranqüilidade alheia, e ou desrespeitar os horários de silêncio regulamentados.
II. 04 - Causar constrangimento pela prática de atitudes inadequadas.
II. 05 - Portar-se de forma desrespeitosa ou discriminatória perante outros naturistas ou visitantes.
II. 06 - Deixar lixo em locais inadequados.
II. 07 - Provocar danos à Flora e à Fauna, ou à imagem do Naturismo.
II. 08 - Satisfazer necessidades fisiológicas em áreas impróprias, ou exceder-se na ingestão de bebidas alcoólicas, causando constrangimento a outros aturistas.
II. 09 - Utilizar assentos de uso comum sem a devida proteção higiênica.
II. 10 - Apresentar-se vestido em locais e horários exclusivos de nudismo, sendo tolerado às mulheres o topless, durante o período menstrual.

Voltar ao menu desta página



História do Naturismo

Não sou estudioso do assunto e não vou entrar em detalhes descrevendo o que aconteceu desde do descobrimento do Brasil.

O que posso dizer a você é que, com o advento da Internet, o Naturismo foi alavancado na década de 90 como nunca se viu. As pessoas que gostam desta filosofia de convívio social puderam se localizar e organizar com mais facilidade. A Internet também criou condições para que surgissem alguns problemas tratados mais adiante.

Conheça a história de Luz del Fuego, clicando na foto abaixo.

Memória viva - Luz del 

Fuego

Para obter melhores e maiores informações, consulte o site da Federação Brasileira de Naturismo - FBrN.

Voltar ao menu desta página



Perguntas frequentes

  • Ereção: Bem, para começar posso dizer que se você teme ter uma ereção involuntária durante a prática de naturismo, você com certeza não precisa de Viagra (rsss!). Por outro lado, é preciso considerar que o Naturismo não visa tornar você uma pessoa assexuada ou com apatia sexual e sim, combater aquilo que o Prof. José Hermógenes (autor do livro "Yoga para nervosos") denomina de "a triste cruz do erotismo", ou seja, a hipertrofia (a super estimulação) sexual promovida por nossa "saudável" sociedade formando um verdadeiro grupo de "normóticos" (pessoas consideradas normais, porém normalmente neuróticas (outra definição do Prof. Hermógenes). Essa super estimulação é notória nos Outdoors, nas bancas de jornais e na TV e visa principalmente incentivar o consumo de produtos e serviços, associando-os com o sexo. Em pouquíssimo tempo (até questão de minutos), o vício de procura de imagens excitantes desaparece, principalmente porque você verá mulheres nuas e não imagens provocantes. Explicando melhor, ao constatar que aqueles corpos são habitados por almas com coração, pessoas que pensam e tem sentimentos, e uma vez que o corpo feminino não possui mais o misticismo erótico, aquela coisa meio escondida estando plenamente visível, o condicionamento da nossa sociedade é anulado e você depois passará a ficar espantando com a obsessão dos seus colegas que preferem continuar procurando / colecionando / adquirindo imagens estáticas ou vídeos de "mulher pelada". Em todo caso, se ocorrer esta situação inesperada, o jeito é disfarçar como por exmplo, colocar uma toalha por cima, entrar no mar ou na piscina, deitar de barriga para baixo. Pode contar com a compreensão dos presentes, que não o condenarão por este episódio. O que vale é a falta de más intenções, ok ?

  • Menstruação: Isto não é motivo para não ir a um clube naturista. Todos os locais admitem a presença de mulheres usando calcinha. Já vi quem dissesse que "se está menstruada que fique em casa !". Isso é um absurdo que felizmente o Naturismo não admite.

  • Frio: Sabemos que é possível ficar nú em pleno inverno, haja visto o que os alemães fazem nos lagos rodeados de gelo, porem o uso de roupa em certas condições climáticas não é proibido. Quem tiver ascendência de Pinguim, esteja a vontade !

  • Educação & Higiene: Nenhum naturista senta diretamente em cadeiras, sofás, etc. Usa- se uma toalha, portanto, ao ir a um local naturista, leve toalha de banho/rosto e mais uma para sentar.

  • Estética: Este é um ponto que pega a maioria das pessoas. Homens, e mais intensamente as mulheres, são vítimas dos conceitos de beleza vigentes em nossa sociedade. Os homens já estão às voltas com cirurgia plástica, para atender inclusive a necessidades profissionais. Sem o recurso das roupas, todos os aspectos do nosso físico ficam evidentes, sem disfarces e isso incomoda muito, principalmente nosso próprio ego !

    Aqui é preciso observar que no Naturismo, o seu único valor é o que você tem por dentro, por isso, o fato de você (homem ou mulher) não se sentir bem com seu corpo é algo que você deve superar. Não se preocupe, todos tem algum defeitosinho físico e com o tempo de convívio com naturistas, você conseguirá se livrar desse desconforto, principalmente ao perceber que os naturistas, independente de seu próprio físico, sentem-se bem seguros e tranquilos. Pessoas que dizem que só iriam a um local naturista após realizar uma cirurgia plástica não são - e provavelmente nunca serão - naturistas, pois já demonstram uma postura de forte valorização da aparência e, portanto, reagirão à presença dos demais pela mesma postura.

       


Voltar ao menu desta página


Estrutura organizacional

"Uma andorinha não faz verão", um naturista sozinho não é suficiente para alicerçar esta filosofia. Os naturistas vem se organizando cada vez mais para juntos realizarem maiores conquistas, principalmente frente ao Poder Público, já que hoje em dia não é possível criar locais para prática naturista, como ocorria antigamente, usando de praias de difícil acesso. As praias desertas vão ficando cada vez mais raras e longínquas. Os naturistas passam então a procurar o Estado e solicitar a legalização de áreas para isso, como ocorreu com a Praia do Abricó. No caso dela, o maior obstáculo não foi o governo ou a prefeitura local que criaram oposição, mas um único advogado !

Internacionalmente existe a INF e nacionalmente temos a FBrN que é reconhecida pela primeira e esta possui agregadas organizações filiadas, ou seja, organizações espalhadas pelo Brasil que após terem sido avaliadas passaram a constar como entidades reconhecidas pela FBrN como de caráter naturista. Existem também os grupos informais que podem ser localizados na Internet e que estão listados mais abaixo e diversos sites (como este). Lembre-se de que existe muita "picaretagem" na Internet, porque a FBrN não tem condições de fiscalizar e controlar tudo que há por aí. A palavra "naturismo" não possui restrição de uso legal, então qualquer um pode usa-la misturada com outras coisas com as quais nada tem a ver. Em caso de dúvidas consulte a Federação via e-mail.

Voltar ao menu desta página



Congressos naturistas nacionais e internacionais

As organizações naturistas costumam efetuar encontros anuais, onde se debate o rumo do Naturismo. Esses congressos são do tipo internacional e nacional. Todos podem participar.

Voltar ao menu desta página



Contatos Naturistas Imediatos do 3º Grau.

Você sabe qual a relação entre a primeira aproximação com naturistas "ao vivo e a cores" e o filme "Contatos Imediatos do 3º Grau" do diretor Steven Spilberg, o qual fez grande sucesso no Brasil em 1978 ?

  • É que, para quem ainda não tem vivência naturista, o primeiro contato parece coisa fora do normal, tal como as pessoas no filme que entram em contato pela primeira vez com os alienígenas.

  • Outro motivo é que, em ambos os casos, trata-se de uma aproximação entre quem vive com roupas habitualmente e quem procura viver nu a maior parte do tempo. Se você assistiu o filme, lembra que o alienígena simpático não tinha nem mesmo um traje espacial, tipo roupa de astronauta, para se apresentar aos terráqueos ???

  • Por fim, tal como no filme, o(a) forasteiro(a) acaba percebendo que o outro é muito amistoso e simpático e não o monstro ou aberração que existia na sua imaginação.

Você acha que já sabe tudo ? Então, agora responda, qual o ponto em que os dois tipos de aproximação diferem ? É facil, no filme as pessoas entram em contato com seres de outro mundo, enquanto que, ao aproximar-se de naturistas você está se aproximando de simples e normais seres humanos, sem nada que lhe possa chocar ou escandalizar. Naturistas não tem antenas na cabeça, nem ventosas nas pontas dos dedos, ok ?

Como este site atualmente é direcionado à cidade de São Paulo, indico aqui dois grupos virtuais paulistas que promovem atividades sociais com regularidade:

Paulinat     

Na capital temos o Paulinat - Naturistas Paulistanos, que promove mensalmente no mínimo: 1 encontro social do tipo comum (pizzaria, café da manhã, Karaokê, etc), 1 encontro aos domingos em uma sauna especialmente reservada para o grupo e um encontro naturista em sítio na região de Mairiporã - SP. O encontro em sítio em regra ocorre durante fins de semana, ocorrendo o pernoite por lá. Quem não tiver tempo suficiente disponível pode agendar para ir no encontro apenas um dia. É obrigatória a presença em pelo menos um encontro social comum, antes de poder participar de um encontro naturista, para que a(s) pessoas interessadas sejam conhecidas pessoalmente.


N.I.P.     

No interior do Estado de São Paulo temos o N.I.P. - Naturistas do Interior Paulista, que igualmente promovem regularmente encontros sociais do tipo comum e pelo menos um encontro naturista em sítio especialmente reservado para o grupo. O encontro em sítio ocorre nos mesmos moldes do Paulinat, porem o sítio localiza-se em posição estratégica para evitar que algumas pessoas devam percorrer maiores distâncias do que outras, por residirem em cidades distintas do interior paulistas. É obrigatória a presença em pelo menos um encontro social comum, antes de poder participar de um encontro naturista, para que a(s) pessoas interessadas sejam conhecidas pessoalmente.

Observação: Não há isolamento dos naturistas paulistas por questões geográficas. É comum os membros do Paulinat e N.I.P. participarem de eventos dos dois grupos, tanto nos encontros sociais quanto nos encontros naturistas. Os membros que possuem condições favoráveis participam inclusive de eventos em grupos naturistas de outros Estados ou em localidades que tem infraestrutura para o Naturismo, como a praia do Abricó no Rio de Janeiro e outras praias e clubes naturistas brasileiros.

Se você deseja fazer primeiros contatos através de ambiente virtual, inscreva-se no grupo Papo Naturista no Yahoo Groups (é interessante possuir e-mail do Yahoo para acessar todas as funcionalidades da página do grupo, porem é possível participar das trocas de mensagens utilizando qualquer outro provedor de serviço de e-mail). Este grupo é aberto a todos: naturistas, indecisos, simpatizantes, ou apenas curiosos. Você pode ingressar neste grupo enviando um e-mail para:

Papo_Naturista-subscribe@yahoogrupos.com.br


Voltar ao menu desta página


Desacompanhados, casais swingers e abusos na Internet

Tudo tem os "dois lados da moeda" e a ajuda fornecida pela Internet na divulgação do naturismo e na aproximação de pessoas para a sua prática não é excessão. A Internet favoreceu a mistura indesejável, por parte de pessoas "aficcionadas por sexo", do Naturismo com sexo, principalmente se valendo do anonimato e da possibilidade de forjar material falso (digitalização de imagens, criação de e-mails falsos, etc) para enganar as pessoas bem intencionadas.

Do mundo virtual para o mundo real, o exemplo mais visível é o dos casais swingers. Existem muitos sites de swing que divulgam o Naturismo, como a opção de lazer dos casais que estão habituados a conviver com outros casais nús, inclusive divulgando as normas éticas. É como se divulgassem o naturismo como a opção para casais swingers descansarem e fazerem novas amizades (aí mora o perigo de aborrecimentos para os verdadeiros casais naturistas).

Sobre desacompanhados, o problema é que quando se divulga a existência de pessoas que convivem nuas, além de pessoas bem intencionadas também aparecem os "voyers" e "mau intencionados" como candidatos a ingressar nesse meio social. Suas intenções são óbvias e aí fica o impasse: como separar o joio do trigo (e o trigo existe em grande quantidade !). A solução mais simples é proibir a presença de desacompanhados(as), abrindo-se apenas pequenas excessões que não significam uma forma de aceitação, mas uma forma de tolerância (o desacompanhado entra junto com um casal ou família que se responsabiliza por sua conduta).

Como situação reflexa à da discriminação aos(as) desacompanhados(das), acaba-se automaticamente fechando as portas para outra minoria que luta por seu lugar ao sol: Gays, lésbicas, bissexuais e transsexuais (GLBT). Um homossexual reclamou certa vez, mais ou menos nestes termos: "Se vou a um clube com meu namorado, não estou acompanhado ? Então porque não posso entrar ? Temos de arranjar uma mulher para ir com a gente ?".

Voltar ao menu desta página



Permaneça bem informado !





Temas polêmicos, notícias, reflexões, críticas, curiosidades e atualidades. Sempre algo novo no seu e-mail é o que se propõe o grupo Peladistas Unidos no Google Groups. Entre em contato com este grupo pelo e-mail:

peladista-unidos@googlegroups.com



Voltar ao menu desta página