Blog dedicado a Arte, Cultura, Turismo, Lazer e Naturismo com foco inicial na cidade de São Paulo / SP - Brasil.
Licença Creative Commons
Blog Projeto o nu na arte by Sergio S. Pereira is licensed under a Creative Commons 3.0 Unported License:
Atribuição - Uso não comercial - Não a obras derivadas.
Blog elaborado em conformidade com: Lei 9.610/98. Este Blog respeita leis internacionais de Direitos Autorais.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Afro - 1


O nu nas religiões Afro-Brasileiras

Menu Outras galerias Página:   1   2   3   4     

Primeiramente tenho da admitir que sou totalmente leigo quanto aos aspectos mais elementares das religiões Afro-Brasileiras, o que me deixa um pouco desconfortável para abordar este assunto. Desta forma tive de me valer de referências diretas a páginas que tratam destas religiões e suas divindades.
Acredito que muitas pessoas como eu tiveram sua atenção desviada pelo menos uma vez para o visual de algumas das representações dessas entidades, ao passar diante de uma loja de artigos religiosos, como na foto ao lado.
Eu acho especialmente curioso o fato de algumas dessas entidades serem representadas nuas ou semi-nuas e decidi pesquisar do que se tratam e qual seu papel nas referidas religiões . Gostaria de aproveitar a oportunidade para reforçar o fato de que não há vínculo entre as religiões Afro-Brasileiras e o espiritismo Kardecista, embora muitos católicos e evangélicos afirmem isso. O Kardecismo surgiu na França em meados de 1800, não possuindo influência da cultura africana.

A primeira divindade que veremos é Iemanjá, a rainha do mar. O culto a Iemanjá é algo notório, uma vez que é feito em local público - praias - ocasião em que são realizados rituais na areia e depósito de oferendas na água do mar por meio de pequenos barquinhos de madeira ou isopor.
A imagem ao lado é a representação mais popular de Iemanjá e mesmo quem não tem intimidade com as religiões Afro-Brasileiras sabe quem está sendo representada nesta imagem. Eu, pessoalmente falando, acredito que esta seja a divindade com maior aceitação pelos que não seguem a respectiva religião. Isto porque ela passa uma concepção de elo entre os homens e a natureza, ainda mais sendo vinculada aos mares e oceanos.
Sua aparência também tem algo de angélico, de bondade e as cores associadas, branco e azul, trazem à mente paz e serenidade. Mas há outras versões de Iemanjá, não tão divulgadas, mas também belas, que estão representadas abaixo.

  
  


Menu Outras galerias Página:   1   2   3   4